sexta-feira, 13 de março de 2009

Zé Ramalho


Há dias que eu me sinto assim...

" ... Eu desço dessa solidão, espalho coisas sobre um chão de giz
Há meros devaneios tolos a me torturar,
Há tantas violetas velhas sem um colibri..."

Alguém viu o meu colibri?

2 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Não vi seu colibri...mas a falta dele inspirou você e a escolha desta letra foi genial.
beijos e bom final de semana

Cristina Bernardes disse...

Lindo...