segunda-feira, 10 de maio de 2010

Os Paralamas do Sucesso


Vou sair pra ver o céu
Vou me perder entre as estrelas
Ver de onde nasce o Sol
Como se guiam os cometas pelo espaço
E os meus passos nunca mais serão iguais

Se for mais veloz que a luz
Então escapo da tristeza
Deixo toda dor pra trás
Perdida num planeta abandonado no espaço
Volto sem olhar pra trás
No escuro do céu, mais longe que o Sol

Perdido num planeta abandonado no espaço
Ele ganhou dinheiro, ele assinou contrato
E comprou um terno, trocou o carro
E desaprendeu a caminhar no céu, e foi o princípio do fim

Se for mais veloz que a luz
Então escapo da tristeza
Deixo toda dor pra trás
Perdida num planeta abandonado no espaço
Volto sem olhar pra trás

Um comentário:

jefhcardoso disse...

Maristela, sempre dou um jeito de escapar da tristeza, porém não quero me perder num planeta abandonado.
Aproveito a sorte de estar aqui em seu blog e lhe convido para opinar em meu trabalho que já dura quase três meses (O Diário de Bronson).

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com