sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Alberto Caeiro


Agora que sinto amor/ Tenho interesse no que cheira./ Nunca antes me interessou que uma flor tivesse cheiro./ Agora sinto o perfume das flores como se visse uma coisa nova."

Um comentário:

Marta Vasil disse...

Assim é mesmo. O amor faz-nos descobrir o que antes não víamos.

Um beijo