terça-feira, 3 de novembro de 2009

Caio Fernando Abreu


"Me explica, que às vezes tenho medo. Deixo de ter, como agora, quando o vento cessa e o sol volta a bater nos verdes. Mesmo sem compreender, quero continuar aqui onde está constantemente amanhecendo."

5 comentários:

Rivaldo disse...

que coisa bunita!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Adriele disse...

muito legal

Daniela disse...

puxa...
muito lindo...
complexo, profundo... e incrivelmente lindo...amei!!!
sem mais palavras!!!

blog do jairo disse...

q trabalho grandioso!!!!

blog do jairo disse...

gostei muito