quinta-feira, 30 de julho de 2009

Caio Fernando Abreu


"...Não tenho tido muito tempo ultimamente, mas penso tanto em você que na hora de dormir vezemquando até sorrio e fico passando a ponta do meu dedo no lóbulo da sua orelha e repito, repito em voz baixa: te amo tanto, dorme com os anjos. Mas depois sou eu quem dorme e sonha, sonho com os anjos. Nuvens, espaços azuis, pérolas no fundo do mar.

Clack!, como se fosse verdade, um beijo..."

3 comentários:

Anna Bueno disse...

Mari,primeira vez que venho aqui e amei.
Beijos!!!

Patrícia disse...

Mari,
Maravilhoso, poético, fantástico seu blog!!!!
Virei fã de carteirinha...
bjks

A.S. disse...

Mari...

Nunca te afastes dos teus sonhos, porque se eles se forem, tu continuarás vivendo, mas terás deixado de existir!...


Meus beijos...